Casey Calvert en una merienda de negros

Pinjed

Por 5

La serie interracial Blacked Out de Devil’s Film rara vez ha echado mano de las grandes estrellas del firmamento pornográfico yanqui, limitándose siempre a damas de media tabla sin muchos tabúes como Jodi Taylor o Savannah Fox, pero en todo volumen ha habido una excepción. En el primero el gran nombre lo puso Kagney Linn Karter, una experta en comer rabos negros; en el segundo fue Jennifer White, también muy entregada a lo afro; y en esta Blacked Out #3 es Casey Calvert quien se encarga de poner el prestigio con su primer gangbang interracial. Una mujer que siempre responde frente a las cámaras y con la que la crítica está siendo algo injusta.

Relacionado

Comentarios

  • rafa 456

    el video esta jodido arreglarlo

  • Abelardo Ruíz

    Las dos tienen meritos…. no creo que Jodi Taylor sea mediatabla btw…

  • nomo

    mejor aun el nombre de analmatrix,que les gusta mogollon

  • RICHARD

    QUERES LA MIA

  • silas.

    Sempre que volto ao Pornô, em busca de uma “diversão diferente”, eu me surpreendo mais com os novos talentos.

    O primeiro vídeo que assisti com a participação de Casey foi um que também conta com a atuação da atriz Jillian Janson. A cena: trio inter-racial belíssimo, filmado com calma e rico em apelo excitante proporcionado por ótimas edição e qualidade de som e imagem e jogos de câmera bem focados em sorrisos devassos e olhares. Foram dias e dias de apreciação (quase exclusiva) daquela obra-prima, e, desde então, essas duas belas – especialmente Casey – conseguiram mais um fã.

    Adoro muito Casey não apenas pelos quesitos físicos que, claro, me atraem, mas pela alta naturalidade e o grande prazer que ela transmite ao fazer dos mais simples aos mais ardorosos vídeos. Com uma, duas ou mais pessoas em cena; no sexo oral ou em gang bangs; recebendo ou provando homens comuns ou dotados, Casey demonstra estar sempre entregue e aberta, em todos os sentidos, para mais experiências sexuais, sem reagir daquela maneira clássica e batida (“Oh, yeah! Fuck me!”) que logo percebemos ser falsa.

    Há sempre um charme magnástico, um tesão especial em tudo que ela faz. E a sua participação no terceiro filme da gostosa série Blacked Out é Ouro!